Trabalho de Campo

Após as formações fomos às ruas para observar o bairro e construir as novas narrativas sobre o local, realizando entrevistas com moradores, mapeando os símbolos, identificando os desafios e fotografando tudo aquilo que passava despercebido na correria do dia a dia.

Muitas histórias trazidas pelos moradores não estavam nos registros oficiais, então a tradição oral também se fez muito importante para contextualizar essa realidade.

As (re)descobertas levaram à pesquisas e então alguns espaços do bairro passaram por resignificações e isso nos  mostrou como temos pouco conhecimento da nossa própria história. Esta atividade nos motivou a buscar outros olhares sobre o bairro e entendemos como se deu a construção social da comunidade.